segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Missionária faz ensaio de casamento na cracolância com crianças carentes

 

A missionária Patrícia Vouga, que dedica sua vida a pregar o Evangelho para moradores de rua, dependentes químicos que vivem na cracolândia e junto à crianças carentes, decidiu realizar seu ensaio de casamento em um dos locais em que atua.

Patrícia Vouga é conhecida no Rio de Janeiro pela sua dedicação e seu testemunho já foi destaque no Gospel Prime por conta da sua dedicação. Ela visita cracolândias, entrega alimentos a moradores de rua, desenvolve projetos de ajuda para crianças carentes e compartilha sua em Jesus Cristo.

Através do projeto “Romanos 8.19”, a missionária visita locais de concentração de viciados em drogas, as chamadas cracolândias, onde fala sobre o amor de Deus. E foi justamente um destes locais que ela escolheu para fazer o ensaio para o seu casamento com Ricardo Farias, que ajuda neste trabalho missionário.

Ela usou o Facebook para compartilhar o momento, destacando que o “lugar improvável na linha do trem na Cracolândia” foi escolhido por fazer parte da história do casal, já que Deus teria confirmado essa aliança em meio aos trabalhos sociais. Patrícia destacou que as fotos foram “com as melhores testemunhas”, as crianças que eles ajudam através do Romanos 8.19.

Ela frequenta a Igreja Metodista e recebe doações para conseguir manter os projetos de ajuda humanitária. Vouga diz que presta contas de todas as ofertas que recebe. Patricia Vouga também faz doações de alimentos para as pessoas necessitadas, oferecendo alguma refeição enquanto leva conforto para a alma daqueles que já perderam a esperança.

Contribuições:

Banco Santander
Agência 1248
Conta corrente 01002958-8
Patricia Santos Vouga Marques

 

igreja perseguida:Tribunal na China irá julgar cristão por venda de Bíblia em áudio

 


Um cristão chamado Lai Jinqiang, proprietário da Shenzhen Cedar Electronics na província chinesa de Guangdong, será julgado pelo fato de a empresa produzir a Bíblia em áudio no país.

Membro da igreja doméstica “China Gospel Fellowship” (CGF), ele deverá ser julgado por um Tribunal Popular de Bao’an, de acordo com a China Aid.

A sua família poderá participar do julgamento por transmissão ao vivo.

Lai foi preso ano passado, em 22 de julho, mais seis funcionários que trabalhavam para ele foram acusados de “operações comerciais ilegais”. Lai e os seus funcionários podem ser condenados a vários anos de prisão.

A empresa de Lai se tornou bem sucedida por causa da sua rede de igrejas e eles alavancaram nas vendas de Bíblia em áudio, sendo os maiores vendedores da China.

Eles eram especializados no desenvolvimento, produção e promoção de produtos de áudio bíblicos e seus acessórios.

Um pastor conhecido de Lai disse ao China Aid que a prisão dele pode ter como objetivo chegar aos pastores do CGF e incriminá-los, visto que eles são parte fundamental da rede de igrejas domésticas na China.

“As autoridades têm um plano para erradicar este canal gospel cristão e conspiram para incriminar os pastores do CGF”, afirmou o pastor não identificado.